A GAP Chegou ao Brasil

Estou um pouco atrasado com a noticia, mas faltou tempo para conferir a inauguração da primeira loja GAP no Brasil! Assim que surgiu uma folga, eu e um colega fomos conferir a novidade no Shopping JK Iguatemi. E adoramos! 🙂

gap_logo_originalNão consegui olhar tudo atentamente com o olhar clínico que faço na maioria das vezes, mas pude conferir bastante coisa legal e o preço não são idênticos aos praticados no exterior, o que já sabíamos que iria acontecer, mas a label não fica muito atrás de lojas nacionais que não deixam de ser concorrente direto da marca, o caso da Hering.

Bom, quem gostar de se vestir de forma básica (o meu caso), a GAP é uma boa opção de se vestir de forma simples, cool e com estilo. Os famosos moletons ficam em torno de R$199,00 e as camisetas com o logo à partir de R$89,00. Já a linha The Essential GAP, que são as camisetas básicas, R$39,00 com V-Neck.

gap-loja-brasil

Nesse mês de Outubro a GAP inaugura a sua segunda loja no Morumbi Shopping, também em São Paulo. Depois no Barra Shopping, no Rio de Janeiro e Barra Sul, em Porto Alegre. A expectativa é que a marca caia nas graças da geração Y das classes A e B e que cresça no período de cinco anos, para ser introduzida, também, no nordeste e centro-oeste do país. As linhas que chegam em todas as lojas do Brasil, são: GAP, GapKids e babyGap. Boas compras… 😉

Livro: Will & Will – Um Nome, Um Destino

Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra… Will Grayson. Isso mesmo, dois jovens com o mesmo nome com vidas totalmente opostas que por uma ironia do destino, acabam se encontrando.

will-will-john-green-david-levithanNesse livro, John Green autor dos sucessos ❝ A Culpa é Das Estrelas ❞, ❝ O Teorema Katherine ❞ e ❝ Quem é você, Alasca? ❞ uniu forças com David Levithan, autor de ❝ Nick and Norah ❞ para contar a vida desses dois personagens intrigantes e cheios de dilemas. O personagem que transita em ambas as histórias/vidas e que faz a liga entre os dois Will Grayson, é o jovem Tiny Cooper, gay assumido e totalmente expansivo.

Mesmo sendo dois autores com dois personagens com o mesmo nome, a narrativa é clara. John deu vida ao Will Grayson tímido, desajeitado e sem habilidades sociais e que prefere ser ‘invisível‘ enquanto passa pelo colegial. O Will Grayson do Levithan, é um jovem homossexual que acaba de sair do armário, vive na maioria da vezes solitário, depressivo e que está descobrindo o primeiro amor.

Enquanto John Green escreve de forma sarcástica e cheia de melodramas, característico da sua escrita, Davi Levithan escreve como se estivéssemos em um chat do MSN ou Facebook, totalmente inspirada no mundo virtual. Tendo como base o tema gay, o livro desenvolve de forma natural outros temas: Depressão, amizade, família, paixões, anseios e dificuldades da adolescência.

Confesso que não foi uma das minhas melhores leituras, posso ter criado uma expectativa muito grande. Algumas situações não pareciam natural  e muito menos reais. Pelas resenhas que li, muitos estão ansiosos para que esse livro ganhe sua versão cinematográfica. Eu não acredito que isso possa acontecer, claro, se mudar totalmente o enredo e usar o livro como inspiração.

Algumas frases que gostei:

A carência nunca é uma boa base para um relacionamento. Tem de ser muito mais que isso.

Tenho a sensação de que minha vida está muito dispersa neste momento. Como se fosse um monte de pedacinhos de papel e alguém ligasse o ventilador. Mas falar com você me faz sentir como se o ventilador tivesse sido desligado por um tempo. Como se as coisas pudessem de fato fazer algum sentido. Você junta todos os meus pedacinhos, e sou muito grato por isso.

Quando as coisas se quebram, não é o ato de quebrar em si que impede que elas se refaçam. É porque um pedacinho se perde – as duas bordas que restam não se encaixam, mesmo que queiram. A forma inteira mudou.

A verdade pura e simples.
Raramente é pura e nunca simples de fato.
O que um garoto pode fazer quando mentira e verdade são ambas pecado?

Mas com amigos, não tem nada assim. Estar em um relacionamento, isso é algo que você escolhe. Ser amigo, isso é simplesmente algo que você é.

Akismet Bloqueando Meus Comentários Nos Blogs

Tudo começou quando resolvi agradecer todos os comentários com mensagens de sucesso e parabéns pelos 10 Anos de Blog. Como de costume, visito um por um, deixo meu recadinho e a URL do do meu blog. Só que percebi que quando clicava em ❝ Publicar Comentário ❞, o blog visitado dava replace e minha mensagem não aparecia como sempre acontecia. Ao repetir o comentário, recebia a mensagem que ❝ Detectado comentário repetido; parece que você já disse isso! ❞.

Vixe! Fiz de tudo… Limpei as caches do computador, enviei comentários de outro notebook, mudei meu e-mail cadastro no Gravatar, mandei diversas mensagens no Suporte do WordPress (todas sem sucesso), pesquisei no Google, enfim, só não mandei sinal de fumaça!

O que aconteceu? Provavelmente, por sempre eu enviar minha URL junta na maioria dos comentários, o plugin do Akismet no WordPress deve ter detectando como SPAM. Já tentei me informar e não sei se é momentâneo, se tenho que esperar alguns dias. O que ajuda inicialmente é o dono do blog verificar se meus comentários estão na caixa de SPAM e marca-los como não sendo.

akismet-nao-sou-spam

Fico super chateado com isso, pois no momento não consigo interagir com os outros blogueiros, me sinto barrado. Se alguém já passou por esse problema aqui no WordPress, como solucionou? E, se meus comentários estavam de fato na caixa de SPAM, me notifiquem aqui também.

Explosão Pop! Segurem as Divas…

Você saberia me responder o que Madonna, Katy Perry, Celine Dion, Lady Gaga, Laura Pausini, Britney Spears, Cher & Jessie J. tem em comum? Elas vão incendiar o cenário Pop com seus novos álbuns até o final do ano. Detalhe, não estou listando os cantores Pop e a chuva de álbuns natalinos que chegam nessa temporada.

divas-pop-01

Eu sou apaixonado por música, e quando o som é POP, fico ouvindo a música por diversas vezes até enjoar quem escuta junto comigo, pois eu nunca enjoo! 🙂 E tirando a rainha do gênero, Madonna, estou super ansioso para ouvir todas as outras cantoras que citei, principalmente da sua sucessora, Britney Spears!

Como fui ao show da Madonna, MDNA World Tour, no ano passado, o seu novo lançamento nada mais é que o registro Ao Vivo do show de Miami, portanto, não têm muita novidade (para mim), mas ela entra no jogo dos lançamentos. Conferir o preview dos álbuns da Cher, que esta muito bom por sinal e da Jessie J. que começou os trabalhos com um dos melhores singles dela, Wild… Viciante!

Falando em leader singles, as duas maiores apostas do ano, Katy Perry & Lady Gaga, não me deixaram tão contente, de verdade, eu esperava um pouco mais de seus lançamentos. A arte visual (clipe) de ambas estão perfeitos, mas ao meu ponto de vista, não salva a música. E se Lady Gaga espera o sucesso de Art Pop, seu novo álbum, com as músicas que ela apresentou no iTunes Festival, ela vai morrer tentando. 😦

Dois singles que foram lançados de surpresa, Loved Me Back To Life da Celine Dion, e Limpido da Laura Pausini com participação da Kylie Minogue, foram duas músicas que me conquistaram de primeira e não sai da minha playlist. ❤

divas-pop-02

Quem voltou ao cenário musical com um álbum de covers bem calminho e fofinho foi a rainha da música latina, Gloria Estefan, têm até uma versão maravilhosa de Eu Sei Que Vou Te Amar, de Tom Jobim. Toni Braxton também esta de volta com parceria de Kenny ‘Babyface’ Edmonds no single Hurt You… Estou torcendo que o seu novo álbum emplaque,  chega de flop! Sua irmã, Tamar Braxton, chegou com tudo com seu álbum de estreia e mostrou que boa voz e afinação é herança de família. E já que falei em boa voz, guardem esse nome: Ariana Grande. A mini Mariah Carey, mostrou que tem força e voz para encabeçar a lista das novas Divas, prepare-se! E você, o que espera… tá ansiosa (o) por algum lançamento?

10 Anos De Blog

comemoração-blog-10-anos-logoParece que foi ontem! E já se passaram 10 longos anos… Uau! 🙂
Como o tempo passa não é?! E tudo começou com uma simples brincadeira de compartilhar o que eu estava fazendo para os meus amigos mais íntimos. Foi crescendo, textos elaborados ganharam comentários de desconhecidos, fui ganhando leitores, fiz novas amizades, criei um site e agora estou aqui.

Voltei para a essência do blog pois estava sentindo falta de postar, ter uma rede de contato com as pessoas que acessam, visitar meus colegas blogueiros. E quando resolvi fazer algo profissional com o site andrehotter.com.br eu me perdi um pouco no processo. Foi um projeto muito grande que eu não soube administrar perfeitamente. Foi o máximo e a experiência foi super valida, mas não estava encontrando o André Hottër pessoa, eu tinha virado uma marca, um produto.

Aqui já posso compartilhar o que gosto sem medo de ser julgado, e optei por um layout mais simples por esse motivo, não quero nada chamativo, classy antes de tudo. Anteriormente meus blogs eram todos escuros, layouts mais elaborados, meu rosto no topo e let’s go! 😉 Nesse, estou colocando a minha foto no perfil do blog pela primeira vez hoje.

comemoração-blog-10-anos-blog-01Confesso que nunca tive a pretensão de chegar aos 10 anos como blogueiro, e de fato não sei se escrevo tão bem assim. Recebo alguns elogios de vez em quando, mas gosto mesmo de sair um pouco do obvio, para fora da caixinha ou da zona de conforto e expresso meu ponto de vista aceitando sempre todas as criticas construtivas.

Sempre que posso, releio uma coisa ou outra que já escrevi. O que acho interessante é ver que têm quase uma vida escrita, momentos íntimos, pessoas que passaram em minha jornada, acontecimentos que foram banais e que na época dei supra importância, pequenas coisas que não liguei e que hoje são essenciais. Ver o nome André Hottër nascer, crescer, desenvolver, amadurecer e hoje poder celebrar Bodas de Zinco! Uau! 🙂

comemoração-blog-10-anos-blog-02Let’s celebrar! E esse mês vai ser todo especial, quero comemorar fazendo o que fazemos de melhor juntos: ESCREVER!
E esperem novidades bacanas por aqui: parcerias, shopping (você já pode acessar no banner) e o resultado da promoção ❝ 10 Anos de Blog ❞.

Não posso finalizar o post sem expressar minha verdadeira gratidão por cada pessoa que deixou sua opinião aqui, compartilhou desejos, dedicou um pouco do seu tempo para ler o que escrevo, retornou as visitas que faço, que aprendeu alguma coisa e que me ensinou também. Sem a minha dedicação e sua visita e opinião, não estaria aqui comemorando os meus 10 anos como bloggueiro, meu verdadeiro OBRIGADO! ♥ #SpreadTheLove

Quem É Você Em “Sex And The City”?

Sex And The City para mim é uma série atemporal… Vejo novas, revejo algumas antigas, mas as 4 garotas de New York continuam lá, no topo da lista! Carrie Bradshaw e suas 3 best friends continuam ensinando, não só as garotas como nós rapazes.

O que acho de mais bacana na série não são os lugares que elas visitam (e olha que meu sonho é conhecer New York) ou os drinks e rapazes que elas conhecem. Mas a amizade, a verdadeira amizade que essas 4 protagonistas transmitiram em 6 temporadas94 episódios e 2 dois filmes é o que tornou essa série especial para mim.

sex-and-the-city-desenho

É fácil me identificar e ver um pouco de meus amigos em cada personagem. E se você tem um grupo de amigos e acompanhou a série, já deve ter feito o mesmo. Let’s desvendar os ❝ novos personagens ❞ da versão masculina de Sex And The City?

André Bradshaw: Colunista de blog onde levanta sempre questões interessantes sobre relacionamento, moda e comportamento. O mais equilibrado e despreocupado de todos os personagens, ele quem dá liga à trama, que sustenta a série, que junta todos os outros personagens em sua volta.

Sérgio Hobbes: Esse personagem é a personificação e a preocupação dos homens com a carreira profissional.  Na maioria das vezes totalmente anti-romântico mas cativante pela sua força e determinação.

Guilherme King: Fazendo contraste com os outros personagens, esse é romântico e busca um companheiro para dividir a vida e ter uma família.

Tiago Jones: O tema desse personagem é curtir a vida adoidado e, se possível, com o maior número de homens possível. Totalmente independente, o que não o torna objeto na mão de ninguém.

sex-and-the-city-logoO tema central é o mesmo, amizade, e o restante vem no pacote. Mesmo a vida ❝ pregando ❞ peças em cada personagem, e cada um tomando um rumo diferente. Os resultados são sempre positivos, pois cada um ajuda de sua maneira para a vida ficar mais leve em busca de um denominador comum, a felicidade.

E aí… Gostaram!? Agora é sua vez: Quem você seria em ❝ Sex And The City ❞?! #SpreadTheLove

Livro: Eu – Ricky Martin

A dica de livro desse mês não é um best seller recente, ele foi lançado em 2010 e junto com ele trouxe bastante ❝ polêmica ❞ em torno das declarações do cantor Ricky Martin. No livro autobiográfico ❝ Eu: Ricky Martin ❞ o ex-integrante do grupo Menudo compartilha sua infância, as experiências que teve no grupo, a luta por sua identidade, carreira solo, sua busca espiritual, o nascimento de seus filhos Matteo e Valentino, e sobre sua sexualidade.

ricky-martin-euQuem leu o livro vai entender meu ponto de vista sobre, em alguns momentos até achei que estava lendo a mesma página por mais de uma vez. Muita coisa fica repetitiva, mudando apenas algumas palavras ou a colocação da mesma. Quando os capítulos são sobre sua busca espiritual fica algo maçante, quase uma pregação.

O bom do livro é que Ricky Martin se mostra totalmente humano, ele se desprende totalmente de todo o glamour e regalias que a fama lhe trouxe e se coloca com humildade e conta quase tudo sobre todas as suas relações, tanto com homens e mulheres. Até o seu apelido intimo, como é chamado pela família, ele compartilha: Kiki! (o nome do meu cobertor!) 😉

De qualquer forma, o livro não deixa de ser uma boa leitura. Não sou do cantor, conheço algumas de suas músicas e o mais importante é conhecer o lado humano e pai de uma mega estrela internacional, e ele foi super transparente e honesto nessa parte. Algumas frases marcantes do livro:

❝ Uma vez um amigo disse uma coisa que me ajudou muito: ‘Quando você estiver se sentindo preso e tudo parecer pesado, lute!’. Isso é muito verdadeiro. É preciso lutar. É preciso sentir. É preciso ir em frente. Quando não estou no meu melhor momento, emocionalmente falando, a última coisa que quero é que as pessoas saibam como estou me sentindo. ❞

❝ Infelizmente, o preconceito existe até hoje. A mídia muitas vezes caracteriza os homossexuais como pessoas unidimensionais, sem nenhuma profundidade, como se um ser humano pudesse ser reduzido à sua sexualidade. A própria linguagem utilizada no mundo todo para designar os homossexuais é terrivelmente degradante: palavras como ‘bicha’, ‘viado’, ‘sapatão’, ‘frutinha’ e outras servem apenas para perpetuar o ódio e a discriminação entre gerações mais jovens. ❞