Ray Donovan

Não sei como pude demorar tanto para escrever sobre essa série… Ray Donovan! Provocante, explosiva, inteligente, intrigante e por que não sexy, o programa gira em torno do agente que resolve problemas causados pelos ricos e famosos de Los Angeles, mas sucumbe aos próprios.

ray-donovan-serie-logoNão é atoa que a série é adorada pelos críticos e chega a ser comparada a um dos marcos do entretenimento televisivo, Família Soprano. Mas o que torno show tão especial no meio de tantas séries que assisto, e olha que são muitas. Posso listar algumas razões.

1- Liev Schreiber, o protagonista da série e que já conhecemos de longas datas (Pânico, Salt, X-Men Origens: Wolverine, Spotlight – Segredos Revelados, ganhador do Oscar de Melhor Filme desse ano, entre outros), mostra sua versatilidade também na televisão, arrisco dizer que esse é um dos seus papeis mais cativantes. Fora o colírio e toda a testosterona que podemos ver uma vez por semana! 🙂

2- Não podemos esquecer o principal da série, a trama, mesmo girando em torno dos problemas de Ray e de seus familiares, o seu trabalho é de solucionar, “consertar” e tirar os famosos, poderosos e ricos de enrascadas que possam ganhar a luz do dia nas manchetes de celebridade. Sabe aquele lado podre ou o lado B de Hollywood que não é nada glamuroso? Ele é o “fixer“, o cara que resolve, soluciona o problema pra manchete sair bem feita. Para o cliente sair bonito na foto! Entende?!

3- A série não tem medo de abordar alguns temas, nada é pincelado, tudo é estampado sem pudor mas com propriedade aos seus personagens. Pedofilia, preconceito, incesto, racismo, infidelidade, violência, homossexualidade, anoréxica sexual, alcoolismo, swing e corrupção. O programa esta no começo de sua Quarta Temporada, portanto, essa lista de temas tende a aumentar.

serie-ray-donovan

4- Elenco de primeira e mulheres fortes. Mesmo sendo uma série aonde a testosterona grita, um dos papeis mais fascinantes é de Abby (Paula Malcolmson), esposa do Ray, e de sua filha Bridget (Kerris Dorsey), nas primeiras temporadas.
O elenco ainda conta com John Voight (pai de Angelina Jolie), que interpreta o patriarca Mickey Donovan e que ganhou o Globo de Ouro pela caracterização de seu personagem. Vinessa Shaw como a jornalista Kate McPherson, e os irmãos de Ray Donovan, Terrence (Eddie Marsan), Brendan (Dash Mihok), seu meio irmão, Daryll Donovan (Pooch Hall). Steven Bauer como Avi, braço-direito de Ray. Katherine Moennig como Lena, assistente de Ray e Devon Bagby como Conor, filho de Ray Donovan. #BEDA13

BEDA-2016-Rodapé

Anúncios

Divorce

Ela esta de volta… Sarah Jessica Parker! Após uma década da aclamada série, Sex And The City, a atriz retorna para a HBO com uma nova comédia: Divorce. A semelhança com Carrie não esta apenas no first look, ambas as séries compartilham New York como local.

divorce-serie-hbo-logPelo título já sabemos que o foco não será um grupo de quatro amigas-iorquinas, a nova comédia conta a história de Frances (Parker), mulher que de repente começa a reavaliar sua vida e seu casamento, e descobre que fazer uma ruptura limpa e um novo começo é mais difícil do que ela pensava.

O elenco também conta com nomes como: Robert (Thomas Hayden Church), marido ou podemos chama-lo de ex da Frances. Julian (Jermaine Clement), um professor de literatura. E as melhores amigas de Frances, Dallas (Talia Balsam), que já enterrou um marido e se divorciou de outro; e Diane (Molly Shannon), uma mulher nervosa, casada com um homem bem sucedido, com quem vive em uma bela casa, mas não tem filhos.

divorce-serie-hbo-01

divorce-serie-hbo-02

Eu nem preciso dizer o tamanho da minha ansiedade! A série já conta com seis episódios encomendados para a primeira temporada, e esta programada para estrear na Fall Season, mas sem data definida. Se liga no trailler… 🙂

 

Jessica Jones

Quarta-feira à noite quando cheguei em casa fui logo com a intenção de ver algum episódio novo de algumas das series que acompanho, e olha que acompanho várias, fique indeciso por qual ver e pensei: Porque não ver algo novo?

Jessica-Jones-Netflix-MarvelJessica Jones já estava na minha lista de séries para assistir desde o ano passado quando eu ficava bisbilhotando o que meu irmão caçula estava assistindo. O EP01 não me disse muita coisa, mas o suspense ficou no ar. Fiquei me perguntando “Qual é dessa garota?” “Ela tem ou não poderes sobrenaturais?” “É alguma heroína?“. Assisti o EP02 e as engrenagens foram se encaixando, hoje estou aqui para compartilhar que após os 13 episódios assistidos já estou mega ansioso pela Season 02!

Para quem não sabe, assim como eu não sabia, “Jessica Jones” têm origem dos HQs da Marvel, e essa é a segunda série com o “cast” da marca em parceria com a Netflix, a primeira foi com “Demolidor”. Mas o que mais me deixou interessado pela série, além do suspense, claro, não é uma série sobre super-heróis. Mesmo a protagonista tendo os seus “poderes” esse não é o tema central.

A série foca no drama traumatizado por eventos anteriores vivido por Jones (Krysten Ritter), e mesmo fugindo do passado e dos transtornos de Estresse Pós-Traumático, seus demônios particulares vão voltar a perseguí-la, um em particular, aka, Zebediah Kilgrave (David Tennant), obsessivo vilão que fará de tudo para chamar a atenção de Jessica. Details… Um dos melhores vilões que já vi em série!

Jessica-Jones-Netflix-Marvel-02

Relaxa, não vou contar nenhum spoiler, mas fica aqui minha dica de mais uma série que têm potencial de ser uma das melhores do Netflix. Pelas criticas que li hoje sobre “Jessica Jones”, a produção é uma das melhores adaptações de quadrinhos dos últimos anos, e, arriscando a dizer que um dos melhores produto original do site de vídeos sob demanda. Vale à pena conferir! 🙂

I Am Cait

Ontem, com um pouco de atraso, pude conferir o último EP da série-documentário “I Am Cait” (Canal E!, 23:00hs) que acompanha a transição de gênero de Caitlyn Jenner, mais famoso como Bruce Jenner, atleta olímpica que era é nada mais nada menos que o “step-patriarca” da famosa família Kardashian.

Reality-Show-I-Am-Cait-02Claro, tudo que gira em torno da família mais famosa da TV mundial gera um questionamento. “Será que é publicidade?“, “Será essa mais uma maneira de ganhar dinheiro?“. Assistindo à anos o reality-show e vendo a história da família se desenrolar entre casamentos, filhos, dinheiro, lojas, festas, brigas e tensões, o que de uma certa forma parece ser um pouco banal para quem esta de fora olhando, quem de fato tinha uma verdadeira história para ser contada e que estava ali guardada e escondida à sete chaves, era Bruce Jenner.

O que mais me tocou na série foi a transparência como tudo foi contado, esqueça o sensacionalismo que esperamos do clã Kardashian, tudo é muito simples, sensível, direto e emocionante. Coloque-se no lugar de uma pessoa de 65 anos que viveu um personagem e se transvestia por todo esse tempo. Já imaginou a dor dessa pessoa ao se olhar no espelho e não se enxergar. Não ver quem realmente é? A série tem suas particularidades e a principal delas é mostrar um mundo novo, não apenas para Caitlyn que desbrava tudo com garra e força, e isso é perceptível até nos momentos de fraqueza, como também para nós telespectadores.

A série mostra toda a preocupação de Caitlyn com as transexuais e sua comunidade e o primeiro contato dela com membros de sua família e amigos já como mulher. Os momentos tensos e emocionantes ficaram no reencontro com sua ex-esposa, Kris Jenner, e sua mãe Esther Jenner. “Estava muito orgulhosa do Bruce, quando ele subiu naquele pódio para receber a medalha de ouro em Montreal. Estava emocionada. A bandeira americana estava sendo erguida e pensei que nunca mais ficaria tão orgulhosa dele. E quer saber? Eu estava errada. Porque eu estou mais orgulhosa dele agora, pela coragem que ele demonstrou. Amei-o com todo o meu coração e certamente a amo com todo meu coração.” disse Esther.

Reality-Show-I-Am-Cait-01

A série esta sendo reprisada e vale à pena conferir, existem também sites que disponibilizam os episódios para download (olha que erro meu dizer/linkar/compartilhar sites de downloads), o que importa nesse momento é compartilhar o conteúdo. Permita-se a conhecer as pessoas do nosso mundo, e descubra que existe lugar para todos, indiferente do gênero, opção sexual, etnia ou religião. E uma salva para essa nova mulher, Caitlyn Marie Jenner.

Sense 8

sense-8-serie

Já ouviu falar da nova produção original da Netflix, o seriado Sense 8? Se a respostas for não… Não deixe de conferir, a plataforma já disponibilizou todos os episódios e a série está sendo um estrondoso sucesso pelo mundo todo. Mas do que se trata, você deve estar se perguntando. Correto?

Bom, a história acompanha a vida de oito pessoas espalhadas pelo mundo que estão conectadas através da mente e das emoções, os sensates (sensitivos, no português). O que um sente, todos os outros acabam sentindo e na maioria das vezes conseguem se ver e conversar como se estivessem no mesmo lugar.

É uma série ousada, cheia de minuciosidades e a trama não deixa nenhum buraco, tudo é devidamente explicado e vamos vivenciando junto aos personagens. De fato, a série esta longe ser algo simplório, foram meses de gravações em pelo menos oito países e contém muitas cenas simultâneas em até quatro países diferente.

Quem são os 8 Sensates? Will (Brian J. Smith), policial em Chicago; Riley (Tuppence Middleton), uma DJ na Islândia; Wolfgang (Max Riemelt), um ladrão na Alemanha; Lito (Miguel Silvestri), ator e gay não assumido no Mexico; Nomi (Jamie Clayton), uma transexual em São Francisco,  Sun (Doona Bae), uma executiva e mestre de Artes Marciais na Coréia do Sul; Capheus (Aml Ameen), motorista de ônibus no Quênia, África; Kala (Tena Desae), uma farmacêutica noiva de um homem que não ama, em Mumbai, Índia;  Temos o Jonas (Naveen Andrews), homem que está a par do contato que ocorre entre as oito pessoas e se prontifica a ajudá-las e Angel (Daryl Hannah), mulher obrigada a fazer um sacrifício para proteger algo maior e quem localizou os oitos sensates. Na ordem:

sense-8-elenco

Depois de Spartacus e Sex And The City, minhas series favoritas, fazia tempo que eu não me sentia preso, envolvido em um trama que me fizesse ficar horas em frente à TV. Tudo é mostrado da forma mais natural possível, não há exageros, não há clichês e muito menos estereótipos. Elenco afiado, fotografia incrível. Simplesmente adorei e já estou ansioso pela 2ª temporada, e você?

As Séries Do Momento

Quem me conhece sabe que sou apaixonado por séries de TV, principalmente as americanas. Sou fiel as que assisto e sempre que começa uma nova, leio alguns comentários e a crítica, se o tema me chamar atenção ela entra para a lista.

Vai chegar um momento que não vou conseguir acompanhar todas, ainda mais agora na fall season, período onde voltam a maioria das séries da TV americana (Setembro/Outubro) e lançam diversas outras, mesmo assim vou baixando e quando surge um tempo sobrando, vou colocando em dia. Mas vou compartilhar com vocês as séries que são novidades e o que estou achando delas.

series-fall-season

Para começar, Marvel’s Agents Of S.H.I.E.L.D, tendo como protagonista o agente Phil Coulson, personagem já visto no filme Os Vingadores (The Avengers), mesmo baseada nos quadrinhos da Marvel Comics, a série ainda não me nocateou, cada novo episódio assisto na esperança de ver algum personagem com super poderes ou até mesmo a participação especial de um dos Vingadores, e nada.

Once Upon A Time In Wonderland é prima da série de sucesso Once Upon A Time. A temática é a mesma, até alguns personagens aparecem em ambas histórias, mas no caso de Wonderland a série não se passa em Storybook e sim na Inglaterra Vitoriana. Sua protagonista, Alice, é considerada como louca ao contar suas desventuras junto ao falante Coelho Branco e sua história de amor com o Gênio da Lâmpada no Mundo das Maravilhas. Até que o próprio coelho aparece no mundo real e ajuda Alice a escapar do manicômio a levando-a de volta para Wonderland para procurar seu grande amor. Não tem o mesmo encanto que OUAT teve em sua primeira temporada, mas tem potencial.

Sobre as irmãs, bruxas, poderosas e amaldiçoadas da série Witches of East End estou gostando mais! Mesmo tendo aquela sensação de ser mais uma série de ‘bruxas‘ e ‘magias‘ elas não são tão meigas como ❝ Charmed ❞ ou ❝ A Feiticeira ❞. Baseada no best-seller homônimo de Melissa de la Cruz, a série não tem nenhum nome de peso em seu elenco, mas reconhecemos algumas carinhas.

O meu lançamento preferido dessa fall season até o momento é a promissora The Blacklist. Trama ágil, texto inteligente, atores de primeira e têm ótimo potencial para reviravoltas sem menosprezar a inteligência do telespectador. Disparada a melhor série no momento. A produção é focada em Raymond Reddington, um dos criminosos mais procurados do mundo que se entrega à polícia para delatar todos aqueles com quem ele já trabalhou, sob algumas condição, sendo uma delas se comunicar somente com a jovem agente Elizabeth Keen. Vale conferir! 🙂

series-dracula-2013Dracula começou semana passada nos EUA e baixei para assistir somente hoje. O tema já esta batido, são tantas histórias de vampiros, lobos e etc. que essa série não trouxe nada de inovador. Como vi apenas o primeiro EP, resolvi dar uma chance pois gosto de filmes e séries de época, e o diferencial desse Conde Drácula, é que a série é situada nos anos 1880 e é estrelada por Jonathan Rhys Meyer (The Tudors).

E você, acompanha alguma série nacional ou americana? Compartilha comigo… Quem sabe coloco mais uma nova na lista.

The Carrie Diaries

Carrie Bradshaw esta voltando! Só que dessa vez bem mais jovem… The Carrie Diaires, novo seriado que servirá de prelúdio de Sex and the City (Candance Bushnell) tem estréia programada para Janeiro de 2013. Mas o que esperar da nova série?!

Sapatos, bolsas, grifes e New York City, claro! Só que tudo durante a decada de 80, época em que Carrie (AnnaSohpia Robb) deixava sua cidade natal, Connecticut, para morar na deslumbrante Big Apple.

Todos os conflitos de uma jovem garota esta presente: colégio, amor, sexo, família e amizade, menos o Mr. Big! rs

A série vai ter um árduo trabalho pela frente, para quem recorda os anos 80 é mais lembrado como Trash 80’s! Os cabelos armados ou volumosos, calça na linha do umbigo, babados, ombreiras, saias balão, tudo em cores berrantes e com formas geométricas.

Já estou curioso para ver as roupas que a miss Bradshaw vai sair usando pelas ruas de New York, alguns look que apareceram no teaser de divulgação já mostrou a força dos 80’s… Wow! rs

Vale lembrar que Sarah Jessica Parker virou um icone fashion graças a série, agora temos que torcer para que o público alvo, na maior parte feito de jovens garotas, se interesse pelo novo visual da Carrie, caso o esperado não aconteça, vale torcer por um ótimo roteiro.

A série vai ser transmitida pelo canal The CW Network e já possui um Facebook OficialThe Carrie Diaries CW
A torcida brasileira também já e grande, seguem dois sites nacional dedicados ao seriado: The Carrie Diaries BR & The Carrie Diaries Brasil.

Fotos: Divulgação