Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Sinceramente, não sei como começar esse post. Não quero que minhas palavras sejam mesquinhas, não patriota ou até mesmo sem importância. Mas preciso usar minha plataforma para expressar o que sinto, eu tenho voz e tenho que usa-la! E todas as pessoas que têm um circulo de contato e é influente em seu meio, que gera conteúdo relevante, deveria fazer o mesmo.

O mundo não esta de ponta cabeça ou do avesso, simplesmente ele não existe mais! Por isso a busca incansável de um novo planeta habitável para os seres humanos. Nós destruímos o nosso e estamos em busca de fazer o mesmo em outro. Não digo apenas a destruição da fauna, flora e tudo mais. Eu falo da destruição da própria raça humana! As pessoas hoje em dia estão matando por moeda, por um trocado, por preconceito, por “religião“, por ciúmes, drogas, inveja e intolerância!

Estou consternado… A vida esta banalizada! Atrocidades atrás de atrocidades, carnificina, terrorismo, descaso, bandidagem, corrupção e por aí vai! É uma junção de coisas e uma inversão de valores sem fim. Eu, teria medo de colocar um filho no mundo hoje e muita gente o faz para receber pensão, esmola de governo vergonhoso. Não existe estrutura, escola, saneamento básico. Aonde as pessoas estão com a cabeça?!

Este post não é um desabafo por causa dos últimos acontecimentos em Paris-França e Mariana-MG, é o acumulo de tudo o que acontece. Estamos lutando por coisas erradas, reivindicando sem base ou fundamento… Falso moralismo! O egocentrismo é tanto que postamos em rede sociais textos de humildade e a amor ao próximo para ganhar “likes” e se mostrar “cool” para todos e na hora de ajudar de fato, eu prefiro comprar uma palheta de maquiagem ou aquela camiseta que esta na moda e todo mundo têm e por que eu não posso ter?

Não pense que a dor do vizinho não é a nossa. Não pense que a lama e  a negligência destruiu somente a casa do lado… Muito pelo contrario. Tudo nos afeta, o tempo todo! Só teremos o mundo de volta quando nos tratarmos com dignidade e respeito, e como fazer isso se não sabemos aceitar as diferenças? Se isso não acontecer tudo o que citei vai continuar para sempre.

E por mais fútil que minha vida possa parecer para alguns, talvez pelas coisas que compartilho, compro ou consumo. Só de ajudar e fazer a diferença na vida de uma pessoa me tirou do ponto de inércia. Fale a vontade, mas faça! Precisamos de atitude!

Anúncios