Tags

, , , , , , , , , , , ,

Pra comemorar o dia nacional do livro, a dica de leitura desse mês tem muito amor envolvido. 😀 Diversas vezes já comentei em alguns blogs que existem livros que já se vendem pela capa, e como não gosto de ficar lendo sinopse, a ideia é ser surpreendido. E foi o que aconteceu com “One Man Guy” do Michael Barakiva.

michael-barakiva-one-man-guy-bookO livro conta a história de Alek Khederian, garoto armênio que mora em New Jersey e Ethan Novick, rapaz descolado, confiante e irreverente que estuda no mesmo colégio. Os dois vivem em mundos completamente diferentes, o que chega a ser fascinante para Alek que não consegue acreditar que um cara tão legal quer ser o seu amigo ou, mais do que isso. Fazendo assim nascer um novo sentimento, doce, ingênuo e completamente puro.

A historia é super envolvente, engraçada e não chega à ser um romance tenso. Tudo muito bem dosado e o mais bacana é que conhecemos um pouco sobre a cultura armênia, relacionamentos homo afetivo, preconceito e o genocídio. Mas a leitura super fácil!

Uma parte que achei bacana do livro é quando Ethan diz para Alek: “… Meu jovem, em certo ponto da vida, você vai aprender que tem uma diferença entre o que você tem de fazer e o que quer fazer. E, quanto mais cedo começar a escolher o que quer em vez de o que tem que fazer, mais feliz você vai ser.”.

Como ambos estão na fase do crescimento, das transições, das escolhas, nós como telespectadores da história nos envolvemos intensamente, e apesar de ser um livro para adolescente, alguns diálogos e pensamentos são bem precoces para a idade dos protagonistas. Por isso acredito que o livro não tenha fronteira, vale a leitura independente da idade!

Só sei que gosto de estar aqui com você e não consigo me imaginar querendo mais ninguém. Isso basta pra você?” – Será que podemos esperar o filme?

Anúncios