Recordar É Viver

Você lembra com exatidão o que você estava fazendo ou como estava sua vida 10, 12 ou 15 anos atrás? Eu tenho vagas lembranças, mas não recordo por datas e sim pelos momentos. Mas o bom de você ser blogueiro por tanto tempo (esse ano completo 12 anos de blog) é compartilhar na maioria das vezes o que sente e o que vive. De uma certa forma o seu histórico fica guardado e você pode fazer o resgate com apenas um clique ou dois!

Na minha juventude eu era muito ❝ Drama Queen ❞ e 11 anos atrás, no dia 26 de Janeiro de 2014 eu postei em meu blog: Me sinto como se um tornado tivesse passado sobre mim hoje e me arrancado toda a felicidade que sentia. Me sinto impotente… Sem poder fazer nada, sem poder me mexer, sem poder falar…
Algumas pessoas devem estar se perguntando ❝ O que acontece com esse louco? ❞. É horrível você ter que ouvir coisas que não merece de uma pessoa importante em sua vida e não poder responder pois você ainda em termos depende dela…
Eu não mereço e não quero passar por isso… Só Deus sabe o quanto estou me segurando. Com tantos problemas e tantos testes que passo, ainda tenho que passar por isso dentro da minha própria casa…

Nossa! Quanto drama, não? rs
Nessa época faltava pouco menos de 2 semanas para o meu aniversário de 24 anos e eu estava vivendo dilemas da minha sexualidade. Nunca vive algo que não sou, nunca apresentei uma namorada para minha família para dizer que eu era ❝ o pegador ❞ mas também nunca apresentei um namorado. Eu lotava a minha casa de amigos, queria estar cercado das pessoas que sabiam da minha opção mas que ao mesmo tempo não poderia dar dicas para os membros da minha família de que meu lance era com os garotos. Lembro que a sensação era de que uma bomba sempre estava prestes a explodir!

Hoje os meus dilemas são outros e consigo ver com clareza que a falta de conhecimento ou até mesmo o meu amadurecimento tardio fez com que minha juventude tenha sido tão intensa. Só que o mais importante de tudo isso é ver que o que passei ou senti, por mais ingênuo que eu fosse, dramático e até mesmo incompreensível, elas me trouxeram para a pessoa que sou hoje.

E se recordar é viver, não existe contador de história melhor do que nós mesmos e não existe leitor melhor do que nossos familiares e amigos. Continuo trilhando, escrevendo meus anseios e desejos. Compartilhando conhecimento e antes de tudo aprendendo, aprendendo muito!

Recordar-É-Viver

11 pensamentos sobre “Recordar É Viver

  1. Nossa, eu me lembro de fatos, coisas, mas se você me perguntar uma data, fico sem chão. Sua vivência foi bastante intensa, tive um primo que passou por isso. Foi bem difícil pra ele. Com extremos e exageros. Ele sobreviveu a si mesmo, e o que costumo dizer porque foi preciso enfrentar os pais, parentes e a si mesmo.
    Doze anos? Estranho. Eu nunca fiz essa soma…
    Bacio

  2. Como você escreve bem, André *-* Mas enfim, realmente é bom ter recordações, quando eu era criança tinha um diário e hoje me mato de rir com as coisas que ali encontro (quem anota em um diário que o irmão apanhou e que tá rindo por isso?). O bom é que muitas vezes notamos nosso crescimento e vemos o quanto podemos ser melhores.

    Beijos.
    Paris na Estante

  3. 12 anos de blog! Parabéns! Sou como você, guardo os momentos, não as datas. Adorei o blog e seus textos 😀
    E aproveito para convidá-lo a conhecer meu novo blog: https://oblogdabah.wordpress.com/
    Tem resenhas, críticas e outros textos de um jeito bem diferente 😉 Passe por lá e, se gostar, siga aqui e nas redes sociais que farei o mesmo. Beijinhos!

  4. Querido André, mais um texto qual me identifiquei muito. Você escreve muitíssimo bem. #QuandoEuCrescerVouSerAssim

    Costumo enxergar a vida de forma poética. Gosto como mudamos ao longo do tempo. Eu mesma, fico relendo meus primeiros textos e pensando: “Meu Deus! Pareço outra pessoa”. E realmente, sou outra pessoa, todos os dias.

    E veja bem, já fazem seis meses que você escreveu esse texto. Aposto que muitas coisas tenham mudado dentro de você desde que o escreveu, ate agora. Mas independente disso, continua sendo você. SER é viver. E viver é sensacional!

    Mais uma vez, gratidão por compartilhar um pouquinho de sua nobre alma conosco. Foi uma honra te ler. ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s