Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Chegamos ao final de semana e a primeira coisa que me vêm em mente é o merecido descanso, eis que recebo uma mensagem 01:00h da manhã dizendo que o vídeo do Placement que estou produzindo em uma ação no shopping não esta funcionando! E lá se foi o resto do meu sono, meu descanso e provavelmente meu final de semana. 😦

Quem trabalha com produção de eventos, e todas as ações de promo que envolve o meio corporativo sabe muito bem o que vou dizer: Qualquer hora é hora! E as 24h do dia não são o suficiente.

Mas o quanto é saudável levar uma vida tão fora do eixo? Por esse motivo a pergunta do titulo do post: Você é Workaholic ou Worklover? Eu sou apaixonado pelo que faço e fui pesquisar sobre o tempo em excesso que passo ou gasto com trabalho. Até um teste fiz para saber em qual das duas opções eu me enquadro, e a resposta não foi a que eu esperava mas também fiquei sabendo que existem dois cenários de Workaholic.

workaholic-ou-worklover

Profissional engajado em projetos criativos, com grau ideal de desafio (nem fácil e desinteressante, nem desafiante demais e estressante), e que permitisse que ele passasse seu dia ❝ em fluxo ❞. Estado mental no qual a pessoa em atividade está totalmente ❝ imersa ❞, focada e envolvida em um processo, com o intuito de obter sentimento de foco energizado, total envolvimento e sucesso no processo.
Nesse primeiro cenário, o profissional se sente como ❝ dono ❞ do projeto, tendo uma visão ampla das áreas afetadas por ele. Ele sofre poucos aborrecimentos com telefonemas desnecessários, e-mails redundantes e reuniões urgentes sobre ❝ o nada ❞ para acalmar o chefe inseguro. Esse profissional tem a sensação de ser ❝ dono de seu tempo ❞. O que dita seu tempo é apenas a data de entrega de tal projeto. E ele intuitivamente sabe a hora de parar para recarregar-se.Personare.com.br

workaholic-bateriaProfissional ofegante, que fala rápido, está sempre com os prazos apertados, faz várias coisas ao mesmo tempo, mas termina poucas delas. Tem a sensação (ao contrário do primeiro cenário) que seu tempo não lhe pertence, que é retirado dele à força.
O vício do profissional nesse segundo cenário o faz criar em torno de si uma realidade cruel, pois ele tapeia a si e aos que ama. Passar doze horas por dia no trabalho pode significar apenas ❝ não querer voltar para casa ❞ ou ❝ não ter para quem voltar ❞. – Personare.com.br
Além da terrível sensação de viver sob pressão, o workaholic acaba sofrendo com os danos à saúde que este comportamento provoca. ❝ Doenças psicossomáticas, como ansiedade, insônia, obesidade, depressão e até úlcera são os problemas mais comuns ❞ – Tiago Lupoli – Psicólogo Clínico

Confesso que sou uma mistura dos dois e preocupo-me exageradamente com a minha performance no trabalho. Fico frustrado por não conseguir assumir mais responsabilidades quando, normalmente, já acumulo mais tarefas do que a média. Mas estou totalmente negligente com a minha saúde, alimentação, descanso/lazer. Sei que muitas horas de trabalho são necessárias para que um talento se transforme num expert mas antes de tudo preciso encontrar um ponto de equilíbrio. Hora de tirar o pé um pouco do acelerador…

Anúncios