Tags

, , , , , , , , , ,

A rainha do pop Madonna, voltou com força total! Mesmo não fazendo nenhuma promoção de divulgação de seu novo álbum, MDNA liderou o primeiro lugar em mais de 40 países ao redor do mundo inclusive o Brasil. MDNA é um sucesso e o mesmo podemos dizer de sua nova tour, sould out em algumas cidades e que passa pelo Brasil no final de 2012. Mas vamos falar do novo álbum, o que achei de MDNA?

Madonna – MDNA: Muitos falaram que era uma junção de Ray Of Light com Confessions On A Dancefloor, outros disseram que era um resgate dos anos 80. O álbum têm sua própria identidade, POP como esperávamos, mas lembra muito vagamente os dois álbuns citados. Vejo muito de seu antecessor, Hard Candy, em MDNA.

*Girl Gone Wild: Viciante e incendeia qualquer pista de dança. A faixa abre o álbum mostrando uma Madonna selvagem e sem pudores. O clipe totalmente dançante mostra facetes de seus anos dourados, como: Vogue, Human Nature e Justify My Love.

*Gang Bang: A queridinha da maioria! Não me simpatizei de inicio pela música, lembra um pouco a versão remix de What Feels Like For A Girl e se for feito um clipe para essa faixa, com certeza sera sua continuação. Na pista de dança a faixa soa bem (aos meus ouvidos, claro).

*I’m Addicted: Fazendo um trocadilho com a droga MDMA na letra da música, a faixa é viciante como diz o título: “Estou Viciado“. Quem curte Kylie Minogue vai se identificar com a faixa. Uma das melhores e mais dançantes do álbum.

*Turn Up The Radio: Eleita pelos fãs o novo hit de MDNA, a faixa se for bem trabalhada pode ser o próximo n#01 da rainha. Vibrante e contagiante… Apenas aumente o rádio!

*Give Me All Your Luvin’: O primeiro single de MDNA é a faixa que menos se encaixa no álbum. Pop chiclete e bem juvenil a música não agradou muitos de inicio, na minha opinião ela não tem força para ser um single de estréia mas dancei bastante na pista de dança.

*Some Girls: A faixa que menos gostei em MDNA. Madonna abusou do vocorder.

*Superstar: Outra faixa que achei desnecessária no álbum, deveria ter sido colocada nos extras da versão Deluxe e subirr *Best Friend que é superior anos luz!

*I Don’t Give A: Uma das minhas preferidas! Com certeza essa música foi feita para Guy Ritchie, seu ex-marido. Sem sombra de dúvida seria um ótimo single… “Só há uma rainha, e essa é Madonna. Bitch!“.

*I’m Sinner: Totalmente Beautiful Stranger… A guitarra eletrônica de William Orbit se repete novamente.

*Love Spent: A faixa mais romântica de MDNA, a introdução com som de banjo faz lembrar um pouco de Miles Away. Sem sombra de dúvida vai ser uma das melhores canções da nova tour.

*Masterpiece: A balada que faz parte do filme W.E (dirigido por Madonna) e que ganhou o Globo de Ouro como melhor canção, é mais uma colaboração de Madonna e William Orbit. A faixa é linda mas não combina nada com a vibe do álbum. A voz doce de Madonna torna a canção de fato uma obra-prima, perfeita.

*Falling Free: A faixa que mais lembra o álbum Ray Of Light, bem parecida e chatinha como Mer Girl.

A versão Deluxe contém um CD extra com as seguintes faixas: Beautiful Killer; I F**Ked Up; B-Day Song; Best Friend; Give Me All Your Luvin’ (Party Rock Remix). Entre canções autobiográficas a que nem merecia ver a luz do dia seria a faixa B-Day Song que mais parece um b-side de algum álbum antigo, todas as outras faixa têm potencial para estar na versão Standard e poderiam ser um single fácil. Minha nota para o álbum não é ruim… Madonna poderia ter vindo com força maior, mas como sua intenção é fazer as pessoas dançarem e se divertir, o álbum faz juz ao seu proposito. Nota 8,5 cai bem. rs

Anúncios