O Mundo da Futilidade

Estamos envoltos em um mundo de coisas indispensáveis, e por menos fúteis que achamos que somos, uma hora ou outra acabamos escorregando. Ninguém vive sem uma futilidade. Algumas vezes elas são “gritantes” e em outros momentos nem percebemos.

Na TV somos bombardeados por diversos realitys shows, alguns dos programas colocam as pessoas à viver uma vida desumana, outros deixam confinados um grupo de pessoas , e a maioria mostra o dia-a-dia de celebridades ou pessoas anônimas com suas familiares. Eu adoro realitys shows! Confesso que essa seja a minha futilidade preferida, mas tenho outras também. rs

Ja na internet, acredite se quiser… Compartilhar sua vida, seus afazeres, o que gosta, com quem você sai, tudo em redes sociais é uma futilidade do mundo moderno que nem percebemos que fazemos. Você pode dizer: Gosto de registrar o momento. Mas a partir do momento que você torna isso público, até mesmo para os seus amigos, você começa a ser assistido, comentado e algumas vezes até criticado, virando um ciclo fútil, de uma certa forma um reality.

Eu acho tudo válido! Só não sou a favor da futilidade que deixa a pessoa alienada. Exemplo: Eu preciso ter aquela bolsa de grife para poder me enquadrar em um nixo; Eu preciso de dois carros com placas diferentes por causa do rodízio; Eu adoro água S. Pellegrino (antes que falem de minha pessoa, eu tomo outras águas também).

As pessoas também têm que ter o discernimento entre futilidade e gostar de coisas que para algumas são indispensáveis. Muitas vezes uma pessoa gosta de vestir e comer/beber coisas melhores pois tem um poder aquisitivo maior ou um paladar refinado e isso não é motivo para elas serem taxadas como fúteis. Mas água não é água? Não é tudo igual? Pelo incrível que pareça, não!

Eu adoro o BBB (Big Brother Brasil), as lindas Kardashians, Kendra! Ah! Têm também Girls Of Playboy Mansion e Kimora. São programas que gosto de assistir no meu horário de lazer, só que não definem o meu caráter. Você nunca me viu em rede social discutindo quem vai ganhar o BBB e nem vai ver.

Se no vocabulário a palavra “Fútil” significa: falta de valor, sem importância, vulgar, banal, sem sentido, sem nexo, sem noção, vazio. O que iremos fazer com a globalização? Com a internet? Com o poder de ter tudo na palma da mão na hora que quiser e como quiser? Creio que hoje a palavra futilidade deveria entrar no patamar da palavra “gosto“. Cada um têm o seu. O que é fútil para mim, pode ser uma necessidade para você. #ThinkAbout

Anúncios

8 pensamentos sobre “O Mundo da Futilidade

  1. Este seu último paragrafo diz tudo! Os estilos de vida e necessidades para “sobrevivencia” mudaram muuuuiito se compararmos com alguns anos atras e isso será uma constante… Eu particularmente opto por uma vida mais simples em relação a bens materiais pois prefiro usar o pouco de din din pra viajar e conhecer lugares, pessoas, cultura e estilos de vida diferentes do meu, o que me faz aprender muito e enriquece demais minha alma, meus conhecimentos além de me ensinar a avaliar melhor meu comportamento perante ao mundo e também o da sociedade em que vivo.

  2. Sou à favor do bom e velho filtro de barro.
    Sobre os programas relacionados: qual o valor deles? qual a importancia? vulgar não sei porque não vejo mas não o faço porque até onde sei são mesmo banais, não tem sentido, não tem nexo, não tem noção (alias são todos sinonimos mesmo) e,segundo a descrição, o que acrescentam? São, sim, vazio?
    Sorry, não curto. Há quem, a não ser patrocinadores e os próprios ‘atuantes’ em reality shows que tenha nessecidade de ver o que acontece com essas tais pessoas. Se existir ta ruim mesmo a vida dessa pessoa.

  3. Muitas vezes é um assunto complexo, eu por exemplo não uso os realitys nem como estudos para novas tendências, acho chatos e manipulantes, e em mundo tão futil sempre conseguimos tirar alguma utilidade… Não uso as redes sociais pra mostrar minha vida real mas pra transmitir meu trabalho porem que mal ha se não dar um pouco de divertimento a aqueles que esperam um pouco a mais de você?

    bjs meu querido, seu blog ta lindo!

  4. Não acho certo as pessoas questionarem o que é certo ou o que não é. Cada um é livre pra encontrar diversão da maneira que desejar.
    Já me diverti muito vendo BBB mas hoje em dia não tenho a menor vontade de assistir!
    A verdade é que somos mutantes, e o que é bom hoje amanhã poderemos desprezar. É melhor não julgar ninguém pra mais tarde não ser julgado!!

  5. Querendo ou não, estamos sujeitos à fazer coisas “fúteis” em muitas circunstâncias, e pelo menos no meu caso, não me importo se o que eu faço, é fútil ou não. Me policiava bem mais antes, mas percebi q não é através disso q eu devo basear minha vida.
    As vezes eu vejo algumas pessoas com atividades e gostos que claramente seriam fúteis, mas nem mais com isso eu gasto minha energia criticando algo ou alguém. Só se aquilo me incomodar muito.
    No mais, assunto legal pra ser discutido. Parabéns pelo post.

  6. Pingback: O Mundo da Futilidade | Cosmopolitan Girl

  7. Pingback: Kim Kardashian Para Os Publicitários | Blog do André Hottër

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s